Aguarde...
Tempurá

Saborosíssimo. Um dos pratos mais desafiadores para o preparo, dada a complexidade de sua textura crocante.  Uma típica refeição das famílias japonesas é composta de tempurá, sunomono (vinagrete de pepino com algas), ou salada de harussamê, missoshiru (sopa de pasta de soja) e shiro gohan (arroz branco). Os ingredientes não são fixos. Varie-os conforme sua imaginação!

  • Grau de dificuldade: Difícil
  • Tempo: 30 a 60 minutos

Ingredientes do tempurá (porção para 4 pessoas):

- 1kg de camarão grande, fresco e limpo;
- 1 cenoura média;
- 1 berinjela japonesa;
- Massa pronta para tempurá;
- Óleo de soja para fritar.

Para o molho:

- ½ xícara (de chá) de shoyu;
- 1 xícara de água quente;
- ½ envelope de hondashi ( tempero em pó, à base de peixe);
- 1 colher de sopa de mirin (saquê culinário) ou vinagre branco;
- 1 pedaço de gengibre ou nabo.

Modo de fazer:

Molho:

1. Descasque o gengibre esfregando uma faca de forma a retirar a pele sem perder muita polpa do gengibre;

2. Rale o gengibre (ou o nabo) em ralo fino;

3. Acrescente o shoyu, a água fervida, o hondashi, o mirin e misture tudo;

4. Coloque em tigelinhas individuais e molhe o tempurá nessa mistura rapidamente à medida que for comendo.

Tempura:

1. Descasque e corte os legumes em talos finos;

2. Seque levemente os camarões (para não espirrar na hora de fritar);

3. Prepare a massa de tempurá, conforme a receita básica indicada na embalagem do produto;

4. Aqueça o óleo em panela apropriada;

5. Mergulhe cada pedaço de legume e os camarões (todos um por um) na massa de tempurá e coloque cuidadosamente no óleo para fritar (não use óleo muito quente).

Dicas:

a) Se você é hábil no manuseio do hashi (palitinhos), use-os para fritar, senão, utilize pegadores apropriados para fritura;

b) Se você tiver 2 tigelas que possa colocar uma dentro da outra, coloque 3 ou 4 cubos de gelo dentro de um saco plástico, amarre e coloque na tigela maior. Dentro dessa tigela, coloque a tigela menor contendo a massa de tempurá, criando um efeito de 'banho-maria-gelado'. Desta forma, a massa estará sempre gelada, mesmo ao final da fritura. O contraste entre a baixa temperatura da massa e a alta temperatura do óleo ajuda o seu tempurá a ficar com aquela textura crocante;

c) Para saber se o óleo está no ponto para fritura, pingue uma gota da massa no óleo. Se ela boiar imediatamente, a temperatura está boa;

d) Use sempre óleo novo, não reaproveite óleo usado neste prato;

e) Sempre faça o molho antes de começar o preparo do tempurá, para poder consumir o tempurá bem quentinho;

f) O tempurá pode ser consumido apenas com algumas gotas de shoyu, não é necessário acompanhar o molho; é apenas uma questão de preferência;

g) Praticamente todos os legumes podem ser fritos como tempurá. Além dos tradicionais cenoura, berinjela, camarão, couve-flor e vagem, experimente quiabo, abóbora kabotchá cortada em tiras bem finas, batata doce em rodelas, lulas, shimeji (em tufos de 4 a 6 ramos). Nunca frite folhas como repolho, pois soltam água e a fritura pode causar queimaduras;

h) É possível encontrar em alguns sacolões e feiras livres, a flor de abóbora, uma iguaria muito fina que é frita como tempurá.



 
TOWA - Fone: 11-3105-4411 -  E-mail: vendas@mbtowa.com.br 
WebLoja 2.5 © 2019 - Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento e Hospedagem - Hibris Comércio Ltda